NUTESES
 
SISTEMA DE PUBLICAÇÃO ELETRÔNICA DE TESES E DISSERTAÇÕES | BUSCA |

Warning: in_array() [function.in-array]: Wrong datatype for second argument in /home/webtedenuteses/html/tde_busca/biblioteca/mostraResultados.inc on line 828
Pesquisa resultou em: 1 registro(s)
Páginas:
Primeira | 1 | Última
Resultado(s) [1 - 1]
Total de Páginas: 1
1
Autor: Antônio Tadeu Fregonasse
   
Título(s):
[pt] Precisão de equações de bioimpedância (BIA) em mulheres brasileiras pós-menopausa por meio de absortometria radiológica de dupla energia (DXA).
[en] Precision of equations of bioimpedância (BIA) in Brazilian women after-menopause by means of radiological absortometria of double energy (DXA).
   
Instituição de Defesa: Universidade Católica de Brasília
   
Resumo(s):
[pt] O objetivo deste estudo foi determinar a precisão do método BIA na avaliação da composição corporal em 95 mulheres brasileiras pós-menopausa (62,27 ± 7,69 anos).O método de Bioimpedância (BIA) vem sendo bastante usado por ser um método relativamente barato, rápido e não invasivo (LUKASKI, 1987). No entanto, a validade deste método nunca foi testada em mulheres brasileiras idosas. Além disto, CHUMLEA & BAUMGARTNER (1989) não recomendam o uso da pesagem hidrostática em idosos. Sendo assim, o DXA (DPX-IQ, Versão 4,6 A) foi usado para a obtenção da gordura relativa (%G) e da massa livre de gordura (MLG) de referência. A resistência corporal total foi medida com o modelo RJL. Foram analisadas a equação específica para idosos de LOHMAN (1992) e as equações específicas de gordura (obeso ³ 30%G e não obesos < 30%G) de SEGAL et al. (1988). Os resultados encontrados foram: Equação Média MLG(kg) r EC (kg) t EPE (Kg) DXA 37,65 BIALohman(1992) 38,27 0,88 - 0,63 -3,04** 2,01 BIASegal (1988) 37,24 0,87 0,40 1,77 2,11* p < 0,05 ** p < 0,01; Onde EC = Erro Constante, r = Coeficiente de Correlação e EPE= Erro Padrão de Estimativa A equação de BIA de LOHMAN et al. (1992) apresentou um bom coeficiente de validade (r = 0,88), um excelente erro padrão de estimativa (EPE = 2,01 kg). Entretanto, superestimou de forma significativa a MLG da amostra estudada (EC = - 0,63 kg). Já, as equações de BIA de SEGAL et al. (1988) estimaram de forma precisa a MLG da amostra estudada (EC = 0,40 kg) e apresentaram um EPE aceitável (EPE = 2,11). Com base nesses resultados, pode-se recomendar aos profissionais de educação física, endocrinologistas e nutricionistas o uso do método de BIA na estimativa da composição corporal de mulheres brasileiras pós-menopausa.
[en] The purpose of this study was to determine the predictive accuracy of the Bioimpedance (BIA) method for the assessment of the body composition of 95 Brazilian pos-menopause women (62,27  7,69 years). The BIA method is relatively not expensive, fast and not invasive (LUKASKI, 1987). However, the validity of this method never been tested in older Brazilian women. Moreover, CHUMLEA & BAUMGARTNER (1989) do not recommend the use of the hydrostatic weighing in older individual. Thus, the DXA (DPX-IQ, Version 4.6) was used to obtain the reference relative fat (%BF), and the fat free mass (FFM). The total body resistance was measured with a BIA RJL model. The LOHMAN (1992) specific equation for elderly, and the SEGAL et al. (1988) fatness specific equations (obese > 30% BF and not obese < 30% BF) were analyzed in this study. The results were as follows. Equation Mean R Δ t SEE FFM(kg) (kg) (kg) DXA 37,65 BIAlohman (1992) 38,27 0,88 - 0,63 -3,04** 2,01 BIASegal (1988) 37,24 0,87 0,40 1,77 2,11 * p < 0,05 ** p < 0,01; where Δ = constant Error, r = Correlation Coefficient, and SEE = Standard Error of Estimation The LOHMAN et al. (1992) BIA equation presented a good validity coefficient (r = 0,88), an excellent standard error of estimation (SEE = 2.01 kg). However, the LOHMAN equation significantly overestimated the FFM of the studied sample (Δ = -0,63 kg). However, The BIA equations of SEGAL et al. (1988) accurately estimed the FFM of the studied (Δ = 0,40 kg) and presented an acceptable error (SEE = 2.11kg). Base in these results, it can be recommended to physical education professionals, endocrinologists and nutritionists the use of the BIA method in the assessment of the body composition of Brazilian pos-menopause women.
   
Titulação: Mestre em Educação Física
   
Programa de Pós-Graduação: Educação Física
   
Área de Concentração: Não possui
   
Linha de Pesquisa: Não possui
   
Contribuidor(es):
[Orientador] Martim Francisco Bottaro Marques
[Membro da Banca] Jose Juan Blanco Herrera
[Membro da Banca] Jefferson da Silva Novaes
   
Assunto(s):
[pt] não disponível
[en] not avaliable
[pt] EDUCACAO FISICA
   
Local de defesa: Brasília - DF - BR
   
Data da defesa:
[pt] 27/09/2002
[en] 27/09/2002
   
Número de Páginas: 0
   
Arquivo(s):
PDF - PDF- dissertação (parte 1)
PDF - PDF- dissertação (parte 2)
Detalhar Incluir na pasta 
    


Resultado(s) [1 - 1]
Primeira | 1 | Última
Páginas:
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações
Busca  
Busca Avançada »
Pasta de Trabalho » Ajuda
Registros por página

v-IBICT | COPYRIGHT ©
desenvolvido para IE 5.0+
Universidade Federal de Uberlândia www.sibradid.eef.ufmg.br