NUTESES
 
SISTEMA DE PUBLICAÇÃO ELETRÔNICA DE TESES E DISSERTAÇÕES | BUSCA |

Warning: in_array() [function.in-array]: Wrong datatype for second argument in /home/webtedenuteses/html/tde_busca/biblioteca/mostraResultados.inc on line 828
Pesquisa resultou em: 1 registro(s)
Páginas:
Primeira | 1 | Última
Resultado(s) [1 - 1]
Total de Páginas: 1
1
Autor: Carlos Kemper
   
Título(s):
[pt] Os efeitos da natação e exercício resistido a 80% de uma repetição máxima (1- RM) sobre a densidade mineral óssea em idosas
   
Instituição de Defesa: Universidade Católica de Brasília
   
Resumo(s):
[en] Physical exercise with the support of body weight is essential for the normal skeletal development during childhood and adolescence; however, there are controversies about the levei in which resistance exercise reduces boné loss rhythm in post-menopausic women. In the same way, literature is inconsistent to show possible effects of swimming on boné mineral density in elderly subject. Therefore, the present study had as objective to compare the effects of swimming and resistance training with 1-RM at 80% on boné mineral density in elderly women. Twenty-three volunteers, ali of them elderly women, with average age of 63.9 ± 6.49 took part of this study. The subjects were split in two groups: swimming group (GNat), with n = 13, and the resistance training with 1-RM at 80% group (G80), with n = 10. The training program was composed by three weekly sessions, one hour each, during a period of six months. The resisted exercise intensity was 80% of 1-RM, and for swimming it was utilized 60-90% of reserve cardiac frequency. Boné mineral density of femoral neck (trocanter site) and lombar spine (L2-L3-L4 sites) was measured before and after the training, using Dual Energy X-Ray Absorptiometry (DXA). Results were statisticly analyzed by the splip-plot ANOVA test and the settled significancy levei was p < 0.05. The found results showed that lombar vértebras (L2-L3-L4) BMD averages pre (0.9250 ± 0.1506 g/cm2) and post (0.9303 ± 0.1269 g/cm2) for swimming and and pre (0.9739 ± 0.1249 g/cm2) and post (0.9737 ± 0.1317 g/cm2) in 1-RM at 80% group did not show statistcly significant differences. In the same way, significant differences were not verified between femoral head boné mineral density pre (0.7784 ± 0.1523 g/cm2 and 0.7546 ± 0.1360 g/cm2) and posttraining (0.7905 ± 0.1610 g/cm2 and 0.7522 ± 0.1421 g/cm2) GNat and G80, respectively. Therefore, it can be concluded that there were not significant differences in elderly women BMD, in and between the experimental groups, when they performed six months of training.
[pt] O exercício físico com sustentação do peso corporal é essencial para o desenvolvimento esquelético normal durante a infância e adolescência; porém, existem controvérsias acerca do grau em que o exercício físico tipo resistido reduz o ritmo de perda óssea nas mulheres pósmenopáusicas. Da mesma forma, a literatura é inconsistente para demonstrar possíveis efeitos da natação sobre a densidade mineral óssea em indivíduos idosos. Portanto, o presente estudo teve como objetivo comparar os efeitos da natação e de exercícios resistidos a 80% de 1-RM sobre a densidade mineral óssea em mulheres idosas. Participaram deste estudo vinte e três mulheres idosas, voluntárias, com média de idade de 63,9 ± 6,49. Os indivíduos foram divididos em dois grupos, o da natação (GNat) com um n = 13, e o de treinamento resistido a 80% de 1-RM (G80) com um n = 10. O programa de treinamento consistiu de três sessões semanais com uma hora de duração cada, durante um período de seis meses. A intensidade do exercício resistido foi de 80% de 1-RM e para natação foi utilizado de 60 a 90% da frequência cardíaca de reserva. A densidade mineral óssea do Colo do fémur (sítio Trocanter) e da coluna lombar (sítio L2-L3-L4) foi mensurada antes e após o treinamento, com o uso da Absortometria Radiológica de Dupla Energia (DXA). Os resultados foram analisados estatisticamente por meio do teste split-plot ANOVA e o nível de significância estabelecido foi de p < 0,05. Os resultados encontrados mostraram que as médias da DM0 pré (0,9250 ± 0,1506g/cm2) e pós (0,9303 ± 0,1269g/cm2) para natação e pré (0,9739 ± 0,1249g/cm2) e pós (0,9737 ± 0,1317g/cm2) no grupo 80% de 1-RM das vértebras lombares (L2-L3-L4) não apresentaram diferenças estatisticamente significativas. Da mesma maneira, não foram verificadas diferenças significativas entre a densidade mineral óssea do colo do fémur pré (0,7784 ± 0,1523g/cm2 e 0,7546 ± 0,1360g/cm2) e pós-treinamento (0,7905±0,1610g/cn/ e 0,7522 ± 0,1421g/cm2) o GNat e o G80, respectivamente. Portanto, conclui-se que não houve diferenças significativas na DM0 de idosas, dentro e entre os grupos experimentais, quando da realização de seis meses de treinamento.
   
Titulação: Mestre em Educação Física
   
Programa de Pós-Graduação: Educação Física
   
Área de Concentração: Não possui
   
Linha de Pesquisa: Não possui
   
Contribuidor(es):
[Orientador] Nanei Maria de França
[Membro da Banca] Ana Patrícia de Paula
[Membro da Banca] Ricardo Jacó de Oliveira
   
Assunto(s):
[pt] Idosas.
[pt] Exercícios resistidos
[pt] Natação
[pt] DMO
[pt] EDUCACAO FISICA
   
Local de defesa: Brasília - DF - BR
   
Data da defesa:
[pt] 12/06/2003
[en] 12/06/2003
   
Número de Páginas: 88
   
Arquivo(s):
PDF - dissertação
Detalhar Incluir na pasta 
    


Resultado(s) [1 - 1]
Primeira | 1 | Última
Páginas:
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações
Busca  
Busca Avançada »
Pasta de Trabalho » Ajuda
Registros por página

v-IBICT | COPYRIGHT ©
desenvolvido para IE 5.0+
Universidade Federal de Uberlândia www.sibradid.eef.ufmg.br