NUTESES
 
SISTEMA DE PUBLICAÇÃO ELETRÔNICA DE TESES E DISSERTAÇÕES | BUSCA |

Warning: in_array() [function.in-array]: Wrong datatype for second argument in /home/webtedenuteses/html/tde_busca/biblioteca/mostraResultados.inc on line 828
Pesquisa resultou em: 1 registro(s)
Páginas:
Primeira | 1 | Última
Resultado(s) [1 - 1]
Total de Páginas: 1
1
Autor: Juvenilson de Souza
   
Título(s):
[pt] Evolução de capacidades motoras que atuam no desempenho físico de jovens futebolistas
   
Instituição de Defesa: Universidade de São Paulo
   
Resumo(s):
[pt] O futebol, apesar de sua natureza universal e de ter uma historia de mais de um século, apresenta ainda muitas duvidas e incertezas, quanto à evolução de capacidades motoras em atletas praticantes de futebol. O presente estudo tem como objetivo analisar a evolução de capacidades motoras que interferem no desempenho físico dos atletas de futebol submetidos a treinamentos de preparação física, técnica e tática, divididos por posição de jogo. Para tanto, utilizou-se uma amostra de 37 atletas de futebol de campo com idade entre 16 e 19 anos. Os atletas foram submetidos á avaliação de medidas antropométricas (peso corporal e estatura) medidas funcionais (consumo máximo de oxigênio, resistência de velocidade e concentração de lactato) e medidas neuromotoras (capacidades de aceleração, velocidade, força rápida e agilidade) em dois momentos: no inicio do estudo (pré-test) e após três meses e meio de treinamento (pós-test). Para analise dos dados foi utilizada ANOVA para medidas repetidas e , posteriormente, o teste de SCHEFFÉ para medidas antropométricas e a idade, e o teste de TUKEY para medidas funcionais e neuromotoras, ambos com nível de significância de p<0,05. Os resultados evidenciam diferenças estatisticamente significantes de peso corporal e estatura dos goleiros e dos zagueiros, em relação aos meias. Quanto às medidas funcionais, os goleiros apresentaram resultados inferiores estatisticamente significantes, em relação às demais posições de jogo, para o consumo máximo de oxigênio. Na comparação do pré-teste com pós-teste, os atacantes e os goleiros foram os que apresentaram aumentos significantes para o consumo máximo de oxigênio. Diferenças estatisticamente não significantes foram encontradas para as variáveis resistência de velocidade e concentração de lactato, divididas por posição de jogo. Na comparação do pré–teste com o pós-teste, encontrou-se melhorias em todas as posições de jogo para resistência de velocidade e concentração de lactato, sendo os volantes e os laterais os que apresentaram maiores evoluções para as duas variáveis. Em relação à s medidas neuromotoras, diferenças estatisticamente não significantes foram encontradas nas variáveis capacidade de aceleração ( 10m), velocidade(40m) e agilidade divididas por posição de jogo, sendo os zagueiros e os atacantes os que apresentaram melhores resultados para as três variáveis. Já para força rápida (medida por meio do teste de salto vertical), os goleiros e os zagueiros apresentaram diferenças estatisticamente significantes, em relação aos meias e volantes. Quando comparado o pré-teste, melhorias estatisticamente significantes foram encontradas em goleiros, laterais e volantes para capacidade de aceleração;nos laterais, meias e volantes para velocidade nos atacantes, meias e volantes para o salto vertical. Para a agilidade. Os zagueiros e os atacantes foram os que apresentaram maiores aumentos, não sendo estatisticamente significantes. Desse modo, conclui-se que os goleiros e os zagueiros são mais altos e mais pesados, enquanto os meias, os volantes e os laterais, são os que apresentaram melhores adaptações ao metabolismo aeróbio. Em relação ao metabolismo anaeróbio láctico, os atacantes, os laterais e os volantes são as posições de jogo que apresentaram melhores adaptações. Já os goleiros, os zagueiros e os atacantes apresentaram melhores Adaptações ao metabolismo anaeróbio aláctico.
[en] In spite of its universal nature ando f having more than a century of history, football still presents many doubts and uncertainties as to changes in the motor capacities of football players.The present study aimed at analyzing the evolution of some motor capacities that interfere in the physical performance of football players subjected to physical, technical and tactic trainings, divided according to their position in the match.In order to do that, a sample of 37 football athletes was used, varying from to 16 to 19 years of age. The athletes were subjected to evaluations of anthropometrical measures (body wight and stature), functional measures( acceleration capacity, speed, fast power and agility) at two moments: at the beginning of the study (pré-test) and after three months and a half of training (post-test). The analysis of data used ANOVA for repeated measures and lately SCHEFFÉ test for anthropometrical measures and age, and TUKEY test for functional and neuromotor measures, both with significance level p<0,05. The results evidenced statistically significant differences of body weight and stature of the goalkeepers presented statistically significant inferior results in relation to the other positions in the match for maximum oxygen consumption. In the comparison of the pré-with the post-test, the forwards and the goalkeepers presented significant increase in the maximum oxygen consumption.Statistically non-significant differences were found for the endurance and lactic concentration divided according to the position in the match. In the comparison between the pré-test and post-test, improvementes were found in all the position in the match for endurence and lactic concentration, so that the sweepers and the defenders were the ones who presented more development for the two variables.In relation to the neuromotor measures, satistically non-significant differences were found for capacity of acceleration (10m), speed (40m) and agility divided according to the position in the match, so that the backs and the forwards presented better results for the three variables.As for fast power (measures through the vertical jumo test), the goalkeepers and the backs presented statistically significant differences in relation to the midfield players and sweepers. When the pré-test and the post-test were compared, statistically significant improvements were found in the goalkeepers, defenders and sweepers for capacity of acceleration; in the defenders, midfiels players and sweepers for speed and in forwards, midfield players and sweepers jump.As for agility, the backs and the forwards presented higher increase, though statistically non-significant.Thus, it is concluded that goalkeepers and backs are the tallest and the heaviest players, whereas the midfield players, the sweepers and the defenders are the ones who present better adaptation to aerobic metabolism.In relation to the lactic anaerobic metabolism, forwards, defenders and sweepers are the positions in the match that present better adaptations. On the other hand, goalkeepers, backs and forwards present better adaptation to alactic anaerobic metabolism.
   
Titulação: Mestre em educação física
   
Programa de Pós-Graduação: Educação Física
   
Área de Concentração: Não possui
   
Linha de Pesquisa: Não possui
   
Contribuidor(es):
[Orientador] Sérgio Miguel Zucas**
   
Assunto(s):
[pt] Capacidades motoras
[pt] Desempenho físico
[pt] Jovens futebolistas
[en] anthropometrical
[en] functional and neuromotor measures
[en] motor capacities
[en] football players
[en] position in the match
[pt] Ciências da Saúde
   
Local de defesa: São Paulo - SP - BR
   
Data da defesa:
[pt] 2002
[en] 2002
   
Número de Páginas: 110
   
Arquivo(s):
PDF - Dissertação
Detalhar Incluir na pasta 
    


Resultado(s) [1 - 1]
Primeira | 1 | Última
Páginas:
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações
Busca  
Busca Avançada »
Pasta de Trabalho » Ajuda
Registros por página

v-IBICT | COPYRIGHT ©
desenvolvido para IE 5.0+
Universidade Federal de Uberlândia www.sibradid.eef.ufmg.br