NUTESES
 
SISTEMA DE PUBLICAÇÃO ELETRÔNICA DE TESES E DISSERTAÇÕES | BUSCA |

Warning: in_array() [function.in-array]: Wrong datatype for second argument in /home/webtedenuteses/html/tde_busca/biblioteca/mostraResultados.inc on line 828
Pesquisa resultou em: 1 registro(s)
Páginas:
Primeira | 1 | Última
Resultado(s) [1 - 1]
Total de Páginas: 1
1
Autor: Flávia Fragoso Pereira
   
Título(s):
[pt] Efeitos das diferentes fases do treinamento de força (neurogênica e miogênica) sobre os níveis séricos basais de IGF-1, níveis de força muscular e autonomia funcional em mulheres idosas
[en] Effect of different stages (neurogenic and miogenic) of strength training on IGF-1 basal serum levels, muscle strength and functional autonomy in elderly women
   
Instituição de Defesa: Universidade Castelo Branco
   
Resumo(s):
[pt] Objetivo: O objetivo do presente estudo foi comparar o efeito das diferentes fases (neurogênica e miogênica) do treinamento de força sobre os níveis séricos basais de IGF-1, níveis de força muscular e autonomia funcional em mulheres idosas. Métodos: A amostra composta por vinte e quatro idosas foi subdividida em Grupo Experimental (n =13, 65,62±5,36 anos) submetido a 20 semanas de treinamento de força. O protocolo consistiu de 5 exercícios: supino em posição sentada, extensão de joelhos, puxada pela frente no pulley, flexão unilateral de joelhos, rosca bíceps simultânea, flexão parcial de tronco (abdominal) e rosca tríceps no pulley. O Grupo Controle (n =11, 71,45±5,72 anos) participou de sessões de caminhada e alongamento submáximo, três vezes por semana. Para a mensuração dos níveis séricos de IGF-1, foi utilizado o método Quimiluminescência; o teste de 1 RM para a quantificação da força muscular máxima; uma bateria de testes (C10m, LPDV, LPS, LCLC e VTC) para avaliar a autonomia funcional, nas fases pré, 1 e 2. Empregou-se a Análise de Variância (ANOVA) com Post HOC de Tukey para o tratamento das variáveis adotando-se o nível de p< 0,05 para a significância estatística. Resultados: Os resultados apresentaram diferenças significativas nos níveis de IGF-1 na fase 2: GE ( = - 48,6944) e GC ( = -5,5946), sendo favorável ao GE para p valor = 0,013. Quanto à força, as diferenças observadas foram (EJ  = 12,54 Kg; FJD  = 7,15 Kg; FJE  = 7,15 Kg; SUP  = 13,23 Kg; RT  = 7,23 Kg) e GC ( = 0 Kg), com diferença significativa para p = 0,000 no GE. Na autonomia, o GE também apresentou melhoras siginificativas nas fases 1 (p=0,001) e 2 (p=0,000). Conclusão: Em decorrência da intervenção, houve melhora na concentração sérica basal de IGF-1, no nível de força muscular e na autonomia funcional do GE.
[en] Objective: The objective of this study was to compare the effect of different stages (neurogenic and miogenic) on IGF-1 serum levels, muscle strength and functional autonomy in elderly women. Methods: The sample test consisted of twenty-four elderly women, subdivided into Experimental Groups (GE =13, 65,62±5,36 years) and Control Groups (GC =11, 45±5,72 years). The GE was submitted to a twenty-week strength training. The program used the following exercise order: bench press in the sitting position, knee extension, front lat pull down, unilateral knee flexion, simultaneous biceps curl, partial body flexion (abdominal) and triceps curl over the pulley. The GC was submitted to submaxim stretching sessions. The serum levels was evaluated by Quimiluminescence Method. The repetition maximum testing (1-RM) was performed to determine maximum muscular strength. The functional autonomy has been evaluated by a battery of tests related to daily life activities - AVD (C10m, LPS, LPDV, LCLC e VTC). Mean differences between the fases were tested by analysis of variance (ANOVA) and Tukey’s post hoc test to identify the possible differences. The level of significance was set at p0.05 for all statistical procedures. Results : The outcomes showed statistically significant differences (p<0,05) on IGF-1 serum levels GE ( = - 48,6944) e GC ( = -5,5946); p=0,013 ; on muscle strength (J  = 12,54 Kg; FJD  = 7,15 Kg; FJE  = 7,15 Kg; SUP  = 13,23 Kg; RT  = 7,23 Kg) e GC ( = 0 Kg), p = 0,000 and Functional Autonomy on the neurogenic stage (p<0,001) and Myogenic stage (p<0,000) for GE. Conclusion: The Experimental group presented improvements on serum IGF-1 basal serum levels, on muscle strengt and functional autonomy.
   
Titulação: Mestre em Ciência da Motricidade Humana
   
Programa de Pós-Graduação: Educação Física
   
Área de Concentração: Não possui
   
Linha de Pesquisa: Não possui
   
Contribuidor(es):
[Orientador] Estélio Henrique Martin
[Membro da Banca] Jefferson da Silva Novaes
[Membro da Banca] Paulo Moreira Silva Dantas
   
Assunto(s):
[pt] Envelhecimento
[pt] IGF-1
[pt] Força Muscular
[pt] Autonomia Funcional
[pt] Adaptações Neurogênicas
[pt] Adaptações Miogênicas
[en] Aging
[en] IGF-1
[en] Muscle Force
[en] Functional Autonomy
[en] Neurogenic Adaptations
[en] Miogenic Adaptations
[pt] EDUCACAO FISICA
   
Local de defesa: Rio de Janeiro - RJ - BR
   
Data da defesa:
[pt] 14/11/2006
[en] 14/11/2006
   
Número de Páginas: 188
   
Arquivo(s):
PDF - Dissertação - parte 1
PDF - Dissertação - parte 2
PDF - Dissertação - parte 3
PDF - Dissertação - parte 4
PDF - Dissertação - parte 5
PDF - Dissertação - parte 6
PDF - Dissertação - parte 7
Detalhar Incluir na pasta 
    


Resultado(s) [1 - 1]
Primeira | 1 | Última
Páginas:
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações
Busca  
Busca Avançada »
Pasta de Trabalho » Ajuda
Registros por página

v-IBICT | COPYRIGHT ©
desenvolvido para IE 5.0+
Universidade Federal de Uberlândia www.sibradid.eef.ufmg.br