NUTESES
 
SISTEMA DE PUBLICAÇÃO ELETRÔNICA DE TESES E DISSERTAÇÕES | BUSCA |

Warning: in_array() [function.in-array]: Wrong datatype for second argument in /home/webtedenuteses/html/tde_busca/biblioteca/mostraResultados.inc on line 828
Pesquisa resultou em: 1 registro(s)
Páginas:
Primeira | 1 | Última
Resultado(s) [1 - 1]
Total de Páginas: 1
1
Autor: Lucélia Justino Borges
   
Título(s):
[pt] Influência de um programa de exercício físico na saúde mental e na aptidão funcional de idosos usuários dos centros de saúde de Florianópolis
[en] Influence of a program of physical exercise on mental health and functional ability of elderly users of health centers in Florianópolis
   
Instituição de Defesa: Universidade Federal de Santa Catarina
   
Resumo(s):
[pt] O objetivo desse estudo foi analisar a influência de um programa de exercício físico na saúde mental e na aptidão funcional dos idosos usuários dos Centros de Saúde de Florianópolis, Santa Catarina. A amostra incluiu os idosos, de ambos os sexos, cadastrados nos Centros de Saúde e participantes do Programa Floripa Ativa - Fase "B", do período de junho de 2006 a julho de 2008. Os idosos foram avaliados em períodos pré-estabelecidos que totalizaram, ao máximo, sete avaliações. Dessa forma, a amostra variou de 118 a 129 idosos, sendo observada predominância do sexo feminino (85,9%) e média de idade de 69,5 anos (DP: 0,72). Os instrumentos utilizados foram: anamnese (informações sócio-demográficas); Mini-Exame do Estado Mental (MEEM); Geriatric Depression Scale (GDS-15); Questionário Internacional de Atividade Física - forma longa (IPAQ); bateria de testes físicos da American Aliance for Health, Physical Education, Recreation & Dance (AAHPERD); lista de frequência (chamada). Utilizou-se a estatística descritiva (média, desvio padrão, frequência e percentual) e a estatística inferencial (teste t de Student para amostras pareadas, teste de Friedman, teste de Wilcoxom, correlação de Pearson e Spearman), adotando nível de significância de 5%. Dentre os resultados, antes da inserção no programa de exercício físico, 81,4% dos idosos eram ativos (somatório dos quatro domínios do IPAC) e 36,8% afirmaram não praticar atividades físicas no lazer. De acordo com as diferentes avaliações, a frequência de suspeita à depressão variou de 7% a 24%, enquanto 9,1% a 19,4% dos idosos apresentaram pontuação abaixo do normal no MEEM. Observou-se melhora da classificação do Índice de Aptidão Funcional Geral (IAFG) de "fraco" para "regular e bom", com aumento da média geral da primeira avaliação (x=231,79; DP=43,53).Verificou-se tendência de redução dos escores depressivos, aumento da pontuação do MEEM e do IAFG. No entanto, foi detectada diferença estatisticamente significante somente para os idosos que tiveram assiduidade no programa de exercício físico (p=0,008, p=0,05 e p<0,001, respectivamente). Tanto a escolaridade quanto a renda apresentaram associação estatística significante com a pontuação do MEEM (p<0,001 e p<0,001, respectivamente). Nenhuma das variáveis estudadas (estado civil, idade e renda) associou-se com a pontuação da GDS (p=0,986, p=0,226, p=0,302). Observou-se associação inversa e significante entre a pontuação do MEEM e da GDS (r=-0,201, p=0,02) e entre IAFG e escores depressivos (r=-0,226, p=0,033). Detectou-se, ainda, associação significante entre a pontuação do MEEm e os níveis de atividade física (r=0,901, p=0,006), entre MEEM e IAFG (r=0,355, p=0,004). Conclui-se que o programa de exercício físico teve influência positiva na redução dos sintomas depressivos, na melhora do déficits cognitivos (pontuação do MEEM) e da aptidão funcional para aqueles idosos que se mantiveram assíduos nas sessões de exercício físico. Diante disso, infere-se que a prática regular de exercício físico contribuiu para a melhora da saúde mental e da aptidão funcional dos idosos.
[en] The aim of this study was to analyze the influence of a program of physical exercise on mental health and functional ability of elderly users of health centers in Florianópolis, Santa Catarina. The sample included the elderly, of both genders, enrolled in the Health Centers Program and participants of Active Floripa - Phase "B", for the period June 2006 to July 2008. The elderly were evaluated in pre-established that amounted to a maximum of seven evaluations. Thus, the sample ranged from 118 to 129 seniors, was observed predominantly female (85.9%) and average age of 69.5 years (SD: 0.72). The instruments used were: history (socio-demographic information), Mini-Mental State Examination (MMSE), Geriatric Depression Scale (GDS-15), the International Physical Activity Questionnaire - long form (IPAQ), battery of physical tests of the American Alliance for Health, Physical Education, Recreation & Dance (AAHPERD) of attendance list (call). Used the descriptive statistics (mean, standard deviation, frequency and percentage) and inferential statistics (Student t test for paired samples test, Friedman test, Wilcoxom, Pearson correlation and Spearman), adopting a significance level of 5% . Among the results, before entering the program of exercise, 81.4% of the elderly were active (the sum of the four areas IPAC) and 36.8% reported no physical activity in leisure practice. According to various assessments, the frequency of suspicion for depression ranged from 7% to 24%, while 9.1% to 19.4% of the elderly had scores below normal in the MMSE. There was improvement in the classification of the General Functional Ability Index (IAFG) from "weak" to "fair and good", with an increase in overall average of the first assessment (x = 231.79, SD = 43.53). It a trend of reduction in depression scores, increasing scores of MMSE and IAFG. However, statistically significant difference was detected only for the elderly who have had attendance in the program of physical exercise (p = 0.008, p = 0.05 and p <0.001, respectively). Both the school as the income showed a statistically significant association with MMSE score (p <0.001 and p <0.001, respectively). None of the variables (marital status, age and income) associated with the scores of the GDS (p = 0.986, p = 0.226, p = 0.302). There was inverse and significant association between MMSE score and GDS (r =- 0.201, p = 0.02) and between IAFG and depression scores (r =- 0.226, p = 0.033). Was found, moreover, a significant association between MMSE scores and levels of physical activity (r = 0.901, p = 0.006), and between MMSE IAFG (r = 0.355, p = 0.004). It is concluded that the program of physical activity had positive influence in reducing depressive symptoms, the improvement of cognitive deficits (MMSE score) and functional ability for those elderly who were assiduous in sessions of exercise. Thus, it appears that the regular practice of physical activity contributed to the improvement of mental health and functional ability of older people.
   
Titulação: Mestre em Educação Física
   
Programa de Pós-Graduação: Educação Física
   
Área de Concentração: Atividade física relacionada à saúde
   
Linha de Pesquisa: Não possui
   
Contribuidor(es):
[Orientador] Tânia Rosane Bertoldo Benedetti
[Membro da Banca] Ângela Maria Alvarez
[Membro da Banca] Hanna Karen Moreira Antunes
[Co-Orientador] Giovana Zarpellon Mazo
   
Assunto(s):
[pt] idosos
[pt] saúde mental
[pt] depressão
[pt] demência
[pt] déficits cognitivos
[pt] exercício físico
[pt] atividade física
[pt] envelhecimento
[en] elderly
[en] mental health, depression, dementia, cognitive deficits, physical exercise, physical activity, aging
[pt] EDUCACAO FISICA
   
Local de defesa: Florianópolis - SC - BR
   
Data da defesa:
[pt] 12/02/2009
[en] 12/02/2009
   
Número de Páginas: 183
   
Arquivo(s):
PDF - Dissertação
Detalhar Incluir na pasta 
    


Resultado(s) [1 - 1]
Primeira | 1 | Última
Páginas:
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações
Busca  
Busca Avançada »
Pasta de Trabalho » Ajuda
Registros por página

v-IBICT | COPYRIGHT ©
desenvolvido para IE 5.0+
Universidade Federal de Uberlândia www.sibradid.eef.ufmg.br